tmsr / programa / Polyphōnos Ensemble

Polyphōnos Ensemble

_22_out_sex / 21h00
_Igreja de São Roque

Imanência e Transcendência – Entre Mestres e Discípulos: Polifonia Portuguesa do séc. XVI

De Braga a Évora, de Coimbra a Lisboa, diálogos entre nomes maiores da polifonia quinhentista

Polyphōnos Ensemble

José Bruto da Costa | Direção

Inês Lopes | soprano
Raquel Alão | soprano
Rita Tavares | alto
António Menezes | alto
André Lacerda | tenor
Gerson Coelho |tenor
Hugo Oliveira | baixo
Tiago Mota | baixo
Sérgio Silva | Órgão

António Carreira, o Velho (a.1540-a.1597)
Sexti toni, Fantasia a Quatro (órgão)

Miguel da Fonseca (†1544)
Dominus dixit ad me (estreia moderna)
In splendoribus sanctorum (estreia moderna)
Natus est nobis (estreia moderna)

Pêro de Gamboa (1563?-1638)
O Bone Jesu
Miserere nostri

António Carreira, o Velho (a.1540-a.1597)
Ave Maria, a Quatro (órgão)

Dom Francisco de Santa Maria (†1597)
Lamentatione Ieremiae Prophetae (estreia moderna)

Dom Pedro de Cristo (c.1545-1618)
Lamentatio Ieremiae Prophetae (estreia moderna)

António Carreira, o Velho (a.1540-a.1597)
Terceira Fantasia a Quatro do 8º Tom (órgão)
Stabat Mater
Surrexit Dominus (estreia moderna)

António Carreira, o Velho e Frei António Carreira (c.1550-1599)
Gloria, laus, honor (estreia moderna)

Frei António Carreira (c.1550-1599)
Crux Fidelis (estreia moderna)

António Carreira, o Velho (a.1540-a.1597)
Fantasia a Quatro em Lá-Ré (órgão)

Manuel Mendes (c.1547-1605)
Asperges me
Circumdederunt me (estreia moderna)

Frei Manuel Cardoso (1566-1650)
6 Motetes de Quaresma (estreia moderna)
Adjuva nos
Immutemur habitu
Ductus est Jesus
Assumpsit Jesus
Erat Jesus ejiciens
Qui confidunt in Domine

Cum audisset Joannes

A estreia moderna de 6 motetes para a Quaresma, de Frei Manuel Cardoso (1566-1650), escritos c.1580, único núcleo, até à data conhecido, de obras de juventude deste nome maior da História da Música em Portugal é o pretexto para visitar a polifonia do séc. XVI português. De Braga a Évora, passando por Coimbra e Lisboa, duas gerações de músicos, Miguel da Fonseca e Pêro de Gamboa, Dom Francisco de Santa Maria e Dom Pedro de Cristo, António Carreira e Frei António Carreira, Manuel Mendes e Frei Manuel Cardoso, mestres e discípulos, confrontam-se, dialogantes, entre a imanência e a transcendência do discurso musical.

FOLHA DE SALA | PDF 1MB
Concerto Polyphōnos Ensemble
Concerto Polyphōnos Ensemble
Concerto Polyphōnos Ensemble
Concerto Polyphōnos Ensemble
Concerto Polyphōnos Ensemble
Concerto Polyphōnos Ensemble
Concerto Polyphōnos Ensemble
Concerto Polyphōnos Ensemble
TODAS AS FOTOGRAFIAS