33ª Temporada

Reveja aqui toda a temporada

Saiba mais

_Datas

21h
IGREJA DE SÃO ROQUE
Luz e Sombras
A voz feminina desde a Idade Média à atualidade

SAIBA MAIS

16h30
CONVENTO DE SÃO PEDRO DE ALCÂNTARA
Herança – A Música da Sé de Évora
Antologia de polifonia vocal sacra da Catedral de Évora, um dos mais importantes centros da música portuguesa

SAIBA MAIS

21h
IGREJA DE SÃO ROQUE
Imanência e Transcendência – Entre Mestres e Discípulos: Polifonia Portuguesa do séc. XVI
De Braga a Évora, de Coimbra a Lisboa, diálogos entre nomes maiores da polifonia quinhentista

SAIBA MAIS

16h30
CONVENTO DE SÃO PEDRO DE ALCÂNTARA
Cambarito – cânticos de devoção e independência durante a Guerra da Restauração
Política, devoção e comédia num programa poético e sonoro em torno de Portugal no século XVII

SAIBA MAIS

21h
CONVENTO DE SÃO PEDRO DE ALCÂNTARA
“Más no puede ser”
O vilancico barroco na Península Ibérica no início do séc. XVIII

SAIBA MAIS

21h
IGREJA DE SÃO ROQUE
Funchal em Londres
A publicação em Londres da música de António Pereira da Costa (mestre de capela da Sé do Funchal)

SAIBA MAIS

16h30
CONVENTO DE SÃO PEDRO DE ALCÂNTARA
A Música em Portugal nos Séculos XVIII e XIX
O Cancioneiro de Música Popular e obras para instrumento de tecla de autores portugueses, preservadas na Biblioteca Nacional

SAIBA MAIS

21h
IGREJA DE SÃO ROQUE
“In diae tribulationis”
Música em tempos de Peste. As relações históricas entre a pandemia de Covid-19 e a praga de Lisboa em 1570

SAIBA MAIS

16h30
CONVENTO DE SÃO PEDRO DE ALCÂNTARA
“Iberia Mayor”
O cruzamento intercultural, essência das Culturas ibéricas entre os séculos XVI e XIX

SAIBA MAIS

21h
IGREJA DE SÃO ROQUE
O Arrependimento e a Gratidão de Bach
O contraste e esplendor do alto barroco; redenção e gratidão em cantatas de J. S. Bach, brilho e leveza num concerto de G.P.Telemann

SAIBA MAIS

Filipe Carvalheiro

_diretor artístico
_TEMPORADA MÚSICA EM SÃO ROQUE

“Para um bom concerto é preciso um bom público. Um concerto é um acontecimento excecional, de dimensão humana, abrangente, único e inigualável; o olhar de um espetador, o som e a luz ambiente ou uma respiração simultânea, inspiram os músicos no palco e, desse modo, determinam a cada instante a direção que toma essa experiência coletiva.”

“Para um bom concerto é preciso um bom público. Um concerto é um acontecimento excecional, de dimensão humana, abrangente, único e inigualável; o olhar de um espetador, o som e a luz ambiente ou uma respiração simultânea, inspiram os músicos no palco e, desse modo, determinam a cada instante a direção que toma essa experiência coletiva.”

Filipe Carvalheiro